quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Algo

Ontem ao sairmos da casa das tias P e R, umas senhoras que moram há mais de 30 anos ao lado dessas minhas tias viram o S cá fora a esgravatar uma árvore.
Eu ainda ao portão e ele já perto do carro, uma das senhoras com quem eu nunca tinha trocado palavras, olhou para o S e disse:
- Este é Isabel! É filha da Isabel não é?
Eu fiquei sem palavra,s como devem calcular. Mas respondi.
- Sim, sou.
Ainda fico com os olhos cheios de lágrimas cada vez que me lembro do que a senhora me disse, como conhecia a minha mãe e as minhas tias já há muitos anos, olhou para o S e viu algo da minha mãe nele.
Fiquei feliz por saber que o S traz com ele algo da minha mãe, mesmo que não se lembre dela!
E eu continuo de lágrimas nos olhos porque tenho muitas, muitas, muitas saudades!

Sem comentários:

Publicar um comentário