quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Nem tudo está perdido

Apesar de o S estar meio aborrecido com o mundo, por não existir Pai Natal lá vai ficando conformado com a ideia.
Hoje de manhã alguém lhe perguntou:
D. Amélia - Então Simão, o que pediste ao Pai Natal?
Simão - Já sei que o Pai Natal não existe.
Eu - Eu já lhe expliquei que cada pessoa tem na sua vida, um pai natal que cuida de nós e nos dá os presentes e temos que acreditar em alguma coisa se não, não tem graça nenhuma.
Simão - Pois é o meu é mãe natal e não anda de trenó, anda de nissan.
:)
PLiiim sou eu!


Sem comentários:

Publicar um comentário